Tribunal de Contas do Estado do Pará

TCE-PAO concurso público para o Tribunal de Contas do Estado do Pará conta com 95 vagas, além de formação de cadastro de reserva.

Aberto em março de 2016, o cocurso é promovido pelo CESPE/UnB (Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília). As inscrições estão abertas até 25 de abril de 2016.

Vagas

Dentre as 95 vagas disponíveis estão oportunidades para cargos que exigem nível médio ou nível superior.

A grande parte das vagas é para Belém, no entanto as cidades de Marabá e Santarém são os locais disponíveis para a formação de cadastro reserva.

São 40 opções de cargos disponíveis entre as 95 vagas, dentre os quais:

  • 12 vagas são para nível médio e contam com salário de R$ 3.154,60

 Nível Médio

  • 83 vagas são para nível superior e contam com salário de R$ 6.260,22

Nível Superior

Salários

A média salarial para o concurso do Tribunal de Contas do Estado do Pará é de R$ 6.260,22.

Inscrições

O período de inscrições vai até 25 de abril. O valor da taxa de inscrição para os cargos é de:

R$ 90,00 – para o nível médio

R$ 120,00 – para o nível superior

As inscrições podem ser feitas apenas via internet até às 23 horas e 59 minutos do dia 25 de abril de 2016 – segundo o horário de Brasília. Clique aqui para se inscrever.

Provas

O concurso para o Tribunal de Contas do Estado do Pará terá provas objetivas para todos os cargos, que serão aplicadas com caráter eliminatório e classificatório.

Para todos os cargos, exceto o de auxiliar técnico de controle externo (na área de informática), haverá a aplicação de uma prova discursiva – também com o objetivo de eliminar e classificar os candidatos.

Ambas as avaliações acontecerão no dia 19 de junho, em Belém, Pará.

Além dessas duas etapas, os candidatos aos cargos de nível superior poderão apresentar títulos para obter uma classificação melhor. A data para apresentação dos títulos ainda será definida.

Como se preparar

A prova objetiva para o Tribunal de Contas do Estado do Pará exigirá dos candidatos conhecimentos básicos e específicos, conforme cada cargo. A duração para a aplicação da prova varia de 3h30 a 4h30, dependendo do cargo escolhido e do nível exigido.

Os itens que compõem a prova objetiva são de caráter classificatório.

  • O estilo das provas aplicadas pelo CESPE/UnB

As provas objetivas aplicadas pelo CESPE/UnB são muito polêmicas pelo critério que adotam. Trabalhando com os conceitos de CERTO e ERRADO, elas exigem que os candidatos avaliem textos e os classifiquem dentro de uma dessas duas possibilidades.

No caso de acerto, o candidato tem 1,0 ponto acrescido à nota final. Já no caso de erro, o candidato perde 0,5 pontos. Caso a resposta não seja preenchida no gabarito, ela é nula – ou seja, não é somado ponto algum à nota final, mas também não há nenhuma dedução.

Esse estilo de avaliação é bastante criticado por concurseiros, pois em alguns casos o julgamento entre CERTO e ERRADO acaba sendo mais subjetivo. Nesse caso, vale lembrar que os candidatos que se sentirem injustiçados podem entrar com recursos para revisão da nota.

Para conhecer o estilo de avaliação da banca aplicadora, clique aqui e confira as provas já aplicadas pela CESPE/UnB.

  • Legislação

A legislação para este concurso varia bastante de cargo a cargo. Por isso, a melhor forma é ler o edital com atenção e verificar quais a leis vão compor a prova para o cargo que você pretende concorre.

Para isso, confira no edital a legislação específica para cada um dos cargos clicando aqui.

Acompanhe o concurso

Para acompanhar o concurso do Tribunal de Contas do Estado do Pará e ficar por dentro dos prazos, clique aqui. Através desse endereço eletrônico você pode acessar o cronograma completo, além de poder acompanhar – diretamente no site da banca aplicadora – o andamento do concurso.

Leia na íntegra o Edital do concurso do Tribunal de Contas do Estado do Pará.